segunda-feira, março 31, 2008

Sentimentos bobos num papel improvisado*






O fundo musical é o que me faz lembrar o que não consigo esquecer, esse meu mundo que me dói e que é só meu, peço uma dose de um veneno qualquer que me ferva o sangue e me tire as lembranças duras da alma, a mesma que quase deseja sair do meu corpo sujo e livrar-se da minha mente pouco interessante, aquela que insiste em dizer o que minha boca nunca pôde comunicar, teus ouvidos tão insanos não me ouvem, mesmo que você esteja tão perto de mim, meu corpo e minha mente tentam convencer ao meu coração da loucura desse amor, da dor que me é tão impossível de suportar, o impulso que é só meu e me tranca no vazio, e o que faço, pouco te importa, meus pulsos cicatrizados não representam nada e o perigo de sua abertura também não. Os pulsos da garota que grita e ninguém ouve. Seus olhos diziam a todos que seu coração estava em desespero, sua maquiagem forte, que ela havia desmanchado após a festa, lhe dizia que seu mundo estava tão longe do que é normal... Sua estranheza ainda não lhe é comum, mesmo convivendo há tanto tempo com ela, e ela fecha os olhos e espera mais um dia de mentiras e erros começar.



-

♪ Todo Carnaval Tem Seu Fim - Los Hermanos ♫

Nenhum comentário: