domingo, maio 11, 2008

Merda - Por Eva Cidrack

Perdida no platonismo dessa paixão
Ela te imagina, todos os dias
Descobre as tuas cores, sente o teu perfume
Acompanha os teus ritmos

Você repara no que ela veste
Admira a sua atitude
Conhece o que ela ouve
E invade o que ela luta para esconder

Ela lhe faz perguntas bobas
Está bem longe dos vinte e poucos anos
E ainda se confunde com física e matemática

Vocês se encontram diariamente
E cada novo encontro é como pico na artéria
Dolorido, porém, viciante.

De tudo, o que ainda não pôde reparar
É que os olhos dela
Só desejam cruzar com os seus.

-

♪ Ache- James Carrington ♫

Nenhum comentário: