domingo, junho 15, 2008

: Estrange (Como eu quero) :



estilo do texto: desabafo

Eu sinto tantas coisas diferentes hoje, é uma estranhesa pacífica, mas que incomoda. Ouço uma seleção de músicas não escolhidas e cada uma me lembra algo, me desperta sensações diferentes. Algumas lembram do que não aconteceu, mas outras [e essas me incomodam bem mais], lembram do que não acontece. Outras lembram o que me ferveu o sangue, o que foi, o que é. É um misto de sentimentos. Confesso que senti-los não é bom, não hoje, não agora. Porque hoje eu não queria sentir. Eu não quero me encantar, não quero permanecer no vácuo que soaria esse encanto. Por outro lado, também não posso concretizar o que preenche. E não quero relembrar. Quero amar o sol, as manhãs. Quero sentir soar muito mais que palavras fáceis em meus ouvidos. Eu quero respirar. Quero viver por mim. Viver sozinha, andar com os meus próprios pés. Eu não quero assustar, enlouquecer e nem fazer ninguém chorar. Eu quero poesia, música, estilo, cultura. Quero encanto, sim. Mas não um encanto compromissado. Quero um encanto por encantar. Quero beijar amigos. Quero ouvir a minha música predileta. Cantar no chuveiro . Rir de piada sem-graça. Cair no sono . Ouvir alguém dizer que sou intensa. Me libertar dessas idéias de diversão tão clichês. É, me libertar.

-


♪ Dê Um Rolê - Roberta Sá

Um comentário:

Maah disse...

haaa!! amei u texto *-*
e uma perguntinha como eh q vc conseguiu pular assim ??
aHUIEAHSA sério!! eu nunca vi tal coisa [só pela tv e filmes xP] =o
me ensina!?? XD~
bjaum