domingo, setembro 28, 2008

Disfarçar

-



"Sai daqui que hoje eu aprende a finjir, e eu disfarço muito bem..."


-





Por que era que aquela visita havia me inquietado tanto dessa vez? Me veio um turbilhão de pensamentos, lembranças, devaneios. Eu não iria virar aquela garota impulsiva novamente. Afinal, tanta coisa havia se passado... Eu já sabia tão mais... Havia aprendido a segurar as lágrimas, os impulsos, as necessidades. Eu era agora uma adolescente como outra qualquer. Deixava pincelado nos lábios um sorriso juvenil. É, eu também havia aprendido a fingir. Trocara a fuga pelo fingimento. Era moderada, sim. Comportada. Nada de excessos, de porres, superdosagens, nada de sangue. Agora, eu era um manipuladora, uma atriz. Se tudo não fosse tão sério, eu até riria da convicção das pessoas ao me ver. Aos olhos de todos eu tinha apenas pouca idade, um sorriso lindo e algum mistério. No meu coração, único conhecedor dos meus conflitos...Era uma caçadora de emoções.


-

E Antes Que Eu Esqueça de Mim - Canto Dos Malditos Na Terra do Nunca
-



"Ser fiel ao nosso encontro, na alegria a felicidade vem em dobro." :)




-


Sinto-me cheia de experimentações o tempo inteiro. E às vezes esqueço de que tenho só 14 anos. Não sonho em estar casada, esperar o meu marido chegar do trabalho às sete horas, preparar o seu jantar e receber um selinho sem empolgação. Não, mas tenho me pegado sonhando com matrimônio, com um outro, que me assusta. Um outro muito mais livre e intenso, muito mais experimentativo, um mais ousado, que não dói. Se enl0uqueci, não sei. Talvez a noite, o dia, as vibrações, talvez meus instintos, meus hormônios, minhas vontades. Talvez, eu.



-



Diga sim Pra Mim - Isabella Taviani

segunda-feira, setembro 15, 2008


-



"Falar de amor em itapuã..."




-



Sentada sobre as pedras, vista de cima... Ela parece sorrir. A brisa do mar toca-lhe os ouvidos e o coração. Brisa que se divide e se multiplica em pequenos milésimos de segundos pouco notáveis. Não se sabe se a água do mar ou a da dor, faz seus olhos estarem tão cansados. E a dor até lhe some levada pelas ondas, as estrelas deitam sore as águas, talvez pra que misturadas entre sal e dor... Transbordem no infinito.
-
♪ Praia Nua - Jorge Vercilo

sábado, setembro 06, 2008

Sabe, prioridade? Não, não sabe.

-

Naquele dia, eles esqueceram.
Esqueceram que ela chorava
Esqueceram que ela desejava
Esqueceram que ela sente saudades
Esqueceram que cresceu
Esqueceram que ela saiu
Esqueceram que ela não estava
Esqueceram que ela era (?)
Esqueceram que ela foi
Naquele dia, eles esqueceram...
Dela.


-

♪ Uns Versos - Adriana Calcanhotto