segunda-feira, outubro 06, 2008

-

"Sentou-se, com a cabeça recostada nos joelhos.
- As coisas estão começando a pesar...
- Sua mãe?
- Ela, meu pai, minha família inteira, as pessoas na rua, o jornal... Essa casa...
- Você não precisa ficar aqui, pode vir comigo.
- Eu não quero ser quem te traz mais um problema.
- Você é a minha dádiva, Mi. Nunca o meu problema."

-

"Senti teu coração perfeito batendo à toa, e isso dói. Seja como for, é uma dor que dói no peito. Pode rir agora que estou sozinho" Angra Dos Reis - Legião Urbana.

Nenhum comentário: