sábado, novembro 08, 2008

Você, Eva.

-



Se tá tudo bem? Não, não tá. Hoje é um daqueles dias em que dá aquela vontade imensa de extrapolar, sair, dançar, CAUSAR. Mas e aí, Eva? Você tá aqui, sentada na cama em que vai dormir daqui à poucas horas. Talvez você se levante, pinte alguns quadros, ouça uma música, vá para o computador. Mas nunca, nunca vai ter coragem de arir a boca e dizer que tá tudo ruim, tudo uma merda, tudo no limite. Nunca vai tomar coragem de dizer que quer sair, que quer conversar com alguém, abraçar alguém. Nunca vai dizer que é um porre estudar e ouvir alguém dizendo que você faz tudo errado. Você é tão covarde, Eva, tão covarde... Covarde ao ponto de esperar estar sozinha para esmurrar a parede. Covarde ao ponto de tremer por um atraso que de atraso não tem nada. Você é tão boba, garota. Se esforça para criar uma imagem politicamente correta que nunca fez seu estilo e não ouve um elogio se quer. Você é tão tosca, Eva. Vive cheia de medos, de angústias. Não sabe dizer que não vai se esforçar para melhorar se você continuar acompanhando os olhares que te acusam todo o tempo. Você nunca vai falar? Vai continuar sendo isso? Você cansa, sabia?! É, Eva...E você se cansa também, menininha. Você quer pedir colo, mas o travesseiro deve servir. Dorme com os anjos, menine. Aproveite, nos seus sonhos, se você não fala é por opção. Nos seus sonhos você sorri sinceramente. Nos seus sonhos você não precisa fingir.


-

Artifício Mágico - Luxúria

2 comentários:

Layana Lossë disse...

você não está sozinha no mundo.

Maah disse...

Doeu ler isso, dói imaginar isso...
mas nada será comparado a você,

pois vc vive disso