terça-feira, janeiro 27, 2009

A cada banho de chuva.

-





E a chuva veio. Só pra embalar o que é tão igual a ela e descobre o meu rosto. Talvez eu esteja meio perdida. "So easy" nunca funcionou pra mim. Mas hoje as coisas não estão mesmo muito fáceis. Enquanto vejo as pessoas correrem, se escoderem do fluxo de água que só aumenta, eu quero mesmo é me mostrar. Quero ter tardes como a de ontem... Ah, eu queria não ter horário, sabe? Parem todos os relógios do mundo, porque o meu talento é pra bohemia.



-

A cada ato inceno a diferença.

-


Falei num tom de brincadeira, quase deboche. Desejava falar com força e verdade. Desejava. Aliás, o desejo era mesmo muito presente. Em todos os lugares onde pisava os meus pés calçados pelos tênis surrados (Já por aquela verdade presente), parecia mágica e só podia mesmo ser. Eu via muitos, muitos casais. Sempre um ou dois em cada canto, amando com tanta intensidade quanto eu, mas completos. Sem o vazio que me toma mesmo nas tardes agitadas como a de hoje. E os solitários? Ah, tão parecidos com o que sou, tão diferentes do que tenho que ser...


-

quarta-feira, janeiro 21, 2009

meulogismo

-

Me dói o fato de ser tão inamável.

Sim, isso é um neologismo.
E por isso, uma palavra só minha. Que me define como nenhuma outra.

-

Sinto uma saudade que nem sei, nem sei dizer.E ainda que me fosse possível definir, desistiria.Se falasse de dor e saudade, diria apenas: Ah, como eu queria que não fosse terrível essa dor que sinto pela saudade alheia... Que não é de mim.

"-É que eu, Alice...Aprendi a não chorar.
- E lhe tira a dor, esse aprendizado, mulher?
- Não. Mas posso dizer que o gosto das lágrimas não tocará os lábios de quem beijou e minha face, e não os meus lábios.
- E por isso choras?
- Por isso finjo.
- Então, que seja... Que seja"

terça-feira, janeiro 20, 2009

"É que eu, Alice... Aprendi a não chorar"

-

"Me atirava do alto na certeza de que alguém segurava minhas mãos, não me deixando cair. Era lindo mas eu morria de medo. Tinha medo de tudo quase: Cinema, Parque de Diversão, de Circo, Ciganos...
(...)
Aquela gente encantada que chegava e seguia. Era disso que eu tinha medo. Do que não ficava pra sempre."


-

http://parteexiladademim.blogspot.com/2008/07/eu-que-sonhei-por-tanto-tempo-em-ser.html

e olha só, lá vou eu...

-

Posso dar uma de Peter Pan e dizer que odeio os adultos e as suas limitações?

quinta-feira, janeiro 08, 2009

Eu nunca disse que iria ser a pessoa certa

-

Sabe o que pode ser pior que (quase) tudo nessa vida?

Não poder ser alguém para alguém que é tudo para você.

-

Porque é que os personagens tem que se parecer tanto com a vida real?
[Clara-MA]

...

sábado, janeiro 03, 2009

Você.

-
Tudo que eu quis que viesse foi um beijo. Tudo o que eu quis foi que a penumbra da noite cobrisse nossos corpos e nos tirasse o rubro da vergonha. E nos tornariamos intrépidos amantes à matar a sede da pele que outrora, quando não havia conhecimento da deliciosa troca de peles contrárias, foi tocada por outro alguém.
-
A., need you.
-
um brilho intenso, um desejo. Eu quero um beijo, um beijo imenso onde eu possa me afogar. ♪