quinta-feira, abril 16, 2009

Alguma submissão

-

Foi bom te ver daquele jeito. Submisso, pedinte, quase sem os muros do signo. Meu, com exclusividade. Eu sabia que naqueles segundos era só a mim que você queria. Seus dedos estavam enlaçados nas minhas costas, e você me pedia um abraço. Fiz questão de lhe dizer que naquele momento você não era superior. Você sorriu, e eu não resisti. Abaixei a retaguarda. Brinquei com o seu pescoço, senti o agitar dos seus instintos. E lhe cochichei um ''eu te amo''. Depois você foi, levando parte de mim. Eu fiquei com um trago de você, que entorpeceu meu dia por completo.


-

Nenhum comentário: