sexta-feira, abril 10, 2009

Esperar não é saber.

Tenho acordado feliz. Isso é louco, porque eu poderia estar desanimada. Mas não, hoje me arrisquei a dar bom dia ao sol, como antes. As marcas quase cicatrizaram. Sinto raiva, ainda. De quase tudo, pra ser bem sincera. Meus conflitos estão ficando insuportáveis. Chego a bater a cabeça na parede para que eles não me tomem. Tenho nojo, muito nojo de uma parte disso. Tenho vontade da outra. Tenho desejos incontroláveis, mas rodopio na estrada e controlo bem a busca por desvarios. A vida é um eterno efeito borboleta mesmo. Só que a minha vontade de ser feliz ainda está aqui, e eu não sou de desistir fácil.

"E amanhã se esse chão que eu beijei
For meu leito e perdão
Vou saber que valeu delirar
E morrer de paixão."
-

Nenhum comentário: