sexta-feira, setembro 18, 2009

Deficiente sentimental.

-

É tristeza, só. Depois de um tempo não se torna mais ciúme. É simplesmente tristeza. Por não ser aquela que destacou sorrisos nos rostos que fazem de mim alguém um pouco mais feliz todos os dias. É só por não ser, simplesmente não ser a pessoa, não ser a escolhida. Canso de fingir que não sinto essa diferença de tratamento para comigo. Mas sinceramente, machuca. Ou talvez seja mesmo eu que não saiba me expressar.

-

Eu te suplico não destruas tantas coisas que são tuas.
(...)
Se tu soubesses como é triste
Perceber que tu partiste
Sem sequer dizer adeus.

Nenhum comentário: