sexta-feira, março 26, 2010

Esse lugar.

'Agora é hora de dizer: Muito prazer, sorte ou azar. E amar, simplesmente amar você'

"Eu não tenho mais tempo de te dizer o que quero". Fui eu quem disse, no meio daquela chuva que molhava todo o meu cabelo fazendo os cachos negros descerem pela minha face e se misturarem as lágrimas. Talvez eu tivesse, só não quisesse mais caminhar pela estrada que me fazia tropeçar e nunca me levava a lugar nenhum. Ela era bonita, eu gostava dela, estava encantada com tudo aquilo, e por isso insistia em andar por ali. Mas aquela chuva me fez sentir como uma das gotas de água, só. Eu me via tão pequenininha que não pude conter as lágrimas pela angústia que era estar ali com você sem poder sentir o seu corpo mais próximo. Já não era mais segredo o meu amor, e eu tinha medo que ele transbordasse dos meus olhos e dos meus cortes, o que sempre, sempre acontecia. Tudo em mim já havia se acostumado a te seguir, tudo em ti me inebriava. Sentada ao seu lado, sem trocar uma palavra, eu podia ouvir cada pequeno gole da bebida que lhe descia goela à baixo. E depois que seus passos se distanciaram, eu soube que eram seus antes mesmo de te ver. Eu conheço teu nome mais secreto, conheço as lágrimas que derrama à noite. Eu sempre sei por onde você anda, só não sei quando vai voltar. Então eu não posso ficar aqui te esperando, entende? Tenho medo da noite, de madrugada faz frio, e todas as folhas por aqui são cheias de espinhos. Eu preciso ir antes que eles machuquem mais o meu braço e risquem outra vez o teu nome, mas olhe, eu posso ficar, se você quiser. Mas você precisa vir antes da noite chegar. Não, não traga lençóis para me aquecer, traga apenas o seu abraço. Se me prometer que virá, posso até esperar até amanhã, não mais que isso. Meus olhos estão cansados e eu tenho sede, sede dos teus lábios. Vamos, esqueça essa mágoa. Eu sei que apareci nos teus sonhos essa noite. Venha comigo, e fique pelo menos, uma eternidade.

2 comentários:

Milla disse...

Amei! Cada palavra se encaixou perfeitamente, me senti na estrada esperando a volta dele junto com você. E sim, se esse amor vale tanto a pena não há motivos para não lutar por ele até o final.

beijos

Na dúvida.! disse...

Vale sempre a pena !