terça-feira, junho 15, 2010

O rapaz do ônibus.


Era sábado. Chovia como eu nunca havia visto em Salvador, e em meus olhos. Peguei o ônibus das sete pedindo que ele não viesse lotado, e graças aos deuses, não veio. Sentei olhando as árvores no caminho, procurando me distrair. No outro ponto, vi subir um moço de vinte e poucos anos. All star vermelho e calça surrada, encharcada pela chuva. Apontou para o lugar vago ao meu lado, como que perguntando se podia se sentar, eu balancei a cabeça de maneira afirmativa. Voltei a me concentrar nas imagens que se passavam lá fora, embaçadas pelo frio daquela noite. O rapaz discou alguns números no celular e esperou.

- Marina, você sabe o quanto eu lhe esperei naquele café? -

A garota falava coisas que eu não podia ouvir do outro lado, mas podia imaginar. Já havia assistido essa história outras vezes, com outros personagens.

- Você sabe, Marina, sabe que eu arrisco o mundo inteiro para te ver, que eu faço mil sacrifícios só pra poder olhar para você e me sentir completo.
- Eu te amo, Henrique. - Pude ouvir a fala da moça, que parecia gritar.
- Não diga que me ama, por favor. Prove, Marina, prove esse amor.

O moço (que atendia pelo nome de Henrique, como eu havia descoberto) suspirou rápido. Daqueles suspiros que seguram a lágrima prestes a escorregar pela face. No fundo, eu me sentia igual aquele rapaz de tênis surrado. Ele, como eu, era dessa gente intensa, sensível. Gente que promete apenas algumas estrelas, mas costuma dar o céu. Henrique pôs fones no ouvido, fones que estavam altos como a voz da moça. Ele ouvia Eu te amo, do Chico. Foi aí então que pude me ler em meio aquela música, e as falas daquele menino que ainda povoavam a minha cabeça. Ele puxou o cordão para pedir o ponto, e se foi. Eu desceria no próximo. Seria a minha vez de cuidar dos meus sacrifícios e dores.

6 comentários:

A.M.O. disse...

Que orgulho eu tenho de você, meu amor! Te amo!

A.M.O. disse...

Ah, e por sinal, adorei esse post. (aliás, o que é que eu não adoro em você? rs =D)
Também já passei por algo parecido...
Amo vc

A.M.O. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Barbara Salvan disse...

Que lindo *-*
Amei o post, muito perfeito!
Beijos

Milla disse...

Amei o texto! Cada palavra se encaixou de uma forma que pude me ver no mesmo papel que você..

beijos

Isabella disse...

oown Evinha quee liindoo. *-*

"Gente que promete apenas algumas estrelas, mas costuma dar o céu"

Acontece amiga, acontece...rs