segunda-feira, janeiro 09, 2012

Retorno.

O coração acelerando, ainda. Bocas rosadas tomam a minha mente. De novo vinculada a algo doce. Ainda. Anida bem. Pecado seria não gostar. Pecado seria não querer. Amém. Gostoso estar mais uma vez nesse universo tão mais bonito. Tão mais digno, tão mais humano. Penso em não acordar destes sonhos. Mas me pego acordada e vejo que nada se desfez. Estou de pé. Levanto-me, firme. Há olhos claros descobrindo o meu corpo inteiro. Há mãos bonitas e brincadeiras maliciosas. Quero ficar. Que acabem aqui as lágrimas e madrugadas insones. Adeus, dor. Vá. E não volte.

Um comentário:

Milla disse...

O retorno aos sentimentos que, muitas vezes, juramos não querer mais sentir é sempre bom. Nem sempre pode ser evitado como tantos desejam, mas quem não deseja amar mais uma vez?
Beijos