quarta-feira, agosto 07, 2013

Algo por você


Então, vamos lá? Respira fundo, moça, bola pra frente. Chora um pouco, você pode. Mas não chora pra sempre não. Teus olhos são bonitos demais e cobertos de lágrimas eles não se mostram inteiros. E eu prometo, eles vão brilhar novamente. Ele é só um garoto dos muitos que existem no mundo. Agora parece que sem ele não vai haver mais nada, mas vai sim. A vida acontece. Todos os dias o sol nasce, as pessoas acordam, vão ao trabalho, vivem suas rotinas. O tempo não para e você também não deve parar. Pare de fazer planos, mas também esqueça o passado. Viva o seu hoje. Não ligue. Não chame. Não peça. Há muito você saiu da puberdade. Tome sorvete de abacaxi ao vinho, ande de motocicleta. Procure não passar por lugares com pedaços de vocês. Se ele tomou uma decisão, deixe-o ir. Se tiver de ser, um dia será. Mas não espere. Esqueça isso de esperar por ele todo o tempo. Deixe-se ir, deixe-se viver. Entregue os acontecimentos ao destino de uma vez. E vá embora. Bata as botas e não fique nem com a poeira de tudo que foi. Se for muito difícil, guarde uns grãozinhos no bolso, mas procure não tirá-los mais. Viva. Viva o máximo que puder. Quando puder se olhar novamente no espelho se verá sorrindo, linda como é. Como sempre foi. Como precisa acreditar que é. E enormemente feliz e completa novamente.

Para ouvir: Algo por você - Engenheiros do Hawaii

Nenhum comentário: