sábado, abril 26, 2014

Cotidiano.


Ele beijou-me o olho direito.
- Dizem que beijo no olho é beijo na alma. - Disse.
Sorri.
- Dizem que só beija no olho quem ama. - Comentei, beijando-lhe o olho esquerdo.
- Você me ama?
Não respondi. Apenas levantei-lhe o queixo e beijei-lhe o outro olho. Ele sorriu.
Era assim que nós nos amávamos: Intensa e silenciosamente.


Nenhum comentário: